A farsa da independência financeira

Liberte-se para a verdadeira liberdade!

por:
Roberto Kenji

15 de Junho de 2020

Muito de Life Escolha do Editor Dicas e Decisões

O que é independência? 

Repare que a palavra independência seria a capacidade de não ser dependente de algo ou alguém. 

Um animal cresce e não depende mais da amamentação, fica forte e constitui família se tornando independente dos seus pais. 

Outro exemplo, uma nação que se tornou independente da sua colonizadora passa a ditar e escolher as suas próprias regras. 

Quanto à independência financeira, o homo economicus não se torna independente de suas finanças. Pelo contrário, ele depende totalmente da sua grande riqueza financeira para ditar e escolher as suas próprias regras.  

Na realidade, o cidadão não busca por uma independência. Ele apenas não quer mais alocar seu capital humano obrigatoriamente no trabalho pela renda apenas. 

Ou seja, deseja se aposentar e não depender mais de renda oriunda de esforços.  

Portanto, a finalidade não é ter um mar de dinheiro, mas conquistar uma liberdade para poder viver plenamente, muito além de conquistar uma independência. 

Uma liberdade através das finanças seria a panaceia. 

É mais proveitoso, então, desenvolver o conceito sobre liberdade.  

O que é liberdade? 

A maioria define a liberdade apenas como isenção de vínculos, e não a capacidade de escolher suas ações para uma vida melhor.  

Existe uma falsa sensação de ser livre que acaba aprisionando mais. Cada vez mais o futuro fica obscuro, aumentando a ansiedade

Ilustrando, a isenção de vínculos pode ser em relação a boletos e pagamentos. Para isso, existem diversos conteúdos nas redes sociais com dicas para se livrar deles de uma vez por todas por caminhos curtos.  

Soluções como “ganhe renda extra usando 10min/dia” e “ganhe 2 mil a mais no mês operando daytrade”.  

Mas será que isso realmente resolveu o problema da pessoa? Ou melhor, isso trouxe a tão sonhada liberdade / independência financeira? 

Se não resolveu, cuidado ao continuar comprando coisas que perpetuam sua prisão. Como acender um fósforo, dinheiro que veio fácil some rápido. 

Dessa forma, a pessoa é incapaz de viver a verdadeira liberdade assistida pelas finanças. Todo e qualquer planejamento estará fadado ao fracasso se a pessoa passar grande parte da vida sendo escravo do dinheiro e do trabalho

Onde está o real problema? 

Solucionar um problema pontual alivia, mas não significa que deu um passo em direção à verdadeira liberdade.  

O real problema não reside na quantidade de boletos nem na fatura do cartão.

A questão tem raiz no mal uso da liberdade hoje ao se vincular com elevados gastos, nas decisões impensadas.

Os infindáveis pagamentos penosos resultam da falta de planejamento pautado no Plano de Vida e do estilo de vida que não leva à Melhor Versão.  

Qual é a real solução? 

Começar a refletir sobre uma vida na Melhor Versão possível.  

Questionar o estilo de vida atual e seus resultados

Pensar o significado do dinheiro

Não, realmente não é fácil de enxergar fora da caixa. Por isso, faz todo sentido ter alguém para mostrar o caminho. 

Alguém com agenda baseada na vida, e não no dinheiro. Um companheiro como PlanejadorLIFE

Alguém que aponte tanto o problema quanto a solução para dentro de si, pois quem resolve os erros do Eu no passado é somente o EU no presente. É muito melhor a formação de um ser livre do que ter uns problemas resolvidos agora.  

Liberte-se da falsa liberdade financeira, seja livre antes disso! 

Tome decisões coerentes sendo uma pessoa cada vez mais madura.  

E nunca sozinho; esta não precisa ser uma caminhada solitária.  

Estou aqui para embarcar na sua jornada

_

Roberto Kenji

(11) 99964-2747 (clique aqui para whatsapp)

roberto.kenji@lifefp.com.br     

 Comentários

LifeLetter

Deseja receber nosso conteúdo gratuitamente em seu e-mail? Cadastre-se!

Categorias